Estádio Nacional de Brasília vira ‘plano B’ ao Itaquerão / The National Stadium of Brasília turns ‘plan B’ to the Itaquerão

One more proof of the lack of planning and management for the 2014 World Cup. It’s news also shows how our governments are subservient to private power and not the people. The Corinthians stadium that was initially announced as completely private and that there would be no state aid, now mobilizes the public.

GENEVA – Brasília will be with the opening of the World Cup in 2014 if the impasse in the financing of the Corinthians stadium is not resolved in the coming weeks. The crisis in the works of Itaquerão already reached the federal government that in the coming days, will call an emergency meeting between the President of Corinthians, Odebrecht, Andres Sanchez, Mayor Fernando Haddad and even the state government of São Paulo. The goal is to try to save the project, in what would be the last card.

——

Mais uma comprovação da falta de planejamento e gestão para a Copa de 2014. Está notícia também mostra como nossos governantes são subservientes ao poder privado e não à população. O estádio do Corinthians  que inicialmente foi anunciado como totalmente privado e que não teria nenhum auxílio do Estado, agora mobiliza o poder público.

Jamil Chade/Enviado especial a Genebra – O Estado de S. Paulo

Estádio de Brasília já vai abrir a Copa das Confederações e pode abrir o Mundial (Anthony Boadle/Reuters)

Estádio de Brasília já vai abrir a Copa das Confederações e pode abrir o Mundial (Anthony Boadle/Reuters)

GENEBRA – Brasília poderá ficar com a abertura da Copa do Mundo de 2014 se o impasse no financiamento do estádio do Corinthians não for resolvido nas próximas semanas. A crise nas obras do Itaquerão já chegou ao governo federal que, nos próximos dias, convocará uma reunião de emergência entre o presidente do Corinthians, a Odebrecht, Andrés Sanchez, o prefeito Fernando Haddad e até o governo estadual de São Paulo. A meta é a de tentar salvar o projeto, no que seria a última cartada.

Mas, no Planalto, funcionários de alto escalão do governo de Dilma Rousseff revelaram ao Estado que a possibilidade de Brasília ser a nova sede da abertura já é falada abertamente pela cúpula do governo e pelos organizadores da Copa.
Para as autoridades, há muito em jogo nessa crise: a imagem do Brasil, prejuízos com contratos já assinados e mesmo custos para compensar a quebra de acordos. O ESTADO apurou que, nos últimos dias, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, tratou do assunto com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, e com o secretário-geral Jérôme Valcke. Aldo teria prometido que uma solução seria encontrada.
Mas pessoas próximas ao ministro garantem que ele não esconde a preocupação com a falta de financiamento e a possibilidade real de transferir a abertura para Brasília.

Leia mais em: Estádio Nacional de Brasília vira ‘plano B’ ao Itaquerão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s