Brasil, megaeventos e a gestão democrática da cidade

Orlando dos Santos Júnior
Orlando dos Santos Júnior
“A estrutura de governança presente no processo dos megaeventos esportivos legitima o padrão de intervenção do estado por exceção, isto é, legitima uma série de medidas e ações tomadas pelo Estado brasileiro que excepcionalizam leis, normas e regras para essas entidades privadas, FIFA e COI e para seus patrocinadores”, afirma o professor Orlando dos Santos Júnior na entrevista concedida para a edição nº 14 da Revista e-metropolis. A questão sobre a gestão democrática da cidade é um dos pontos centrais no debate sobre os megaeventos no país.

A entrevista com o professor Orlando dos Santos Júnior é um dos destaques da edição nº 14 da Revista eletrônica e-metropolis – publicação trimestral que tem como objetivo principal suscitar o debate e incentivar a divulgação de trabalhos relacionados à dinâmica da vida urbana contemporânea e áreas afins. A Revista e-metropolis é editada por alunos de pós-graduação de programas vinculados ao INCT Observatório das Metrópoles e conta com a colaboração de pesquisadores, estudiosos e interessados de diversas áreas que contribuam com a discussão sobre o espaço urbano de forma cada vez mais vasta e inclusiva.

Acesse no link a seguir a edição nº 14 da Revista e-metropolis.

http://www.emetropolis.net/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s