Estádios da Copa iniciam 2014 em obras e rompem prazo dado pela Fifa / Stadiums of World Cup 2014 and start work and break time given by FIFA / Estadios de la Copa Mundial comienzan 2014 en obras y no cumplen con fecha límite fijada por la FIFA

The year 2014 definitely did not begin as FIFA and the Brazilian government planning. Unlike scheduled six stadiums to be used in the World Cup were not completed in 2013 and start the new year yet still works for the tournament: Arena da Amazonia (Manaus), Arena das Dunas (Natal), Arena da Baixada (Curitiba ), Arena Pantanal (Cuiaba), Beira-Rio (Porto Alegre) and Itaquerão (Sao Paulo).

——

El año 2014 definitivamente no comenzó como la FIFA y el gobierno brasileño habíam planeado. Contrario del programado seis estadios que serán utilizados en la Copa del Mundo no se completaron en 2013 y empezar el nuevo año en obras para el torneo: Arena da Amazonia (Manaus), Arena das Dunas (Natal), Arena da Baixada (Curitiba ), Arena Pantanal (Cuiabá), Beira-Rio (Porto Alegre) y Itaquerão (Sao Paulo).

——

Do UOL, no Rio de Janeiro

Em novembro, o governo federal revisou a Matriz de Responsabilidades, documento que estabelece os compromissos das três esferas do poder público com obras que devem ficar prontas até junho de 2014. Cerca de 20% dos compromissos já foram abandonados. Na última revisão, 14 obras saíram da lista, como o BRT de Porto Alegre.Valor: R$ 1,2 bilhão é o custo das obras que saíram da Matriz Leia maisDivulgação/Prefeitura de Porto Alegre

O ano de 2014 definitivamente não começou como a Fifa e o governo brasileiro planejavam. Diferentemente do programado, seis estádios que serão usados na Copa do Mundo não foram concluídos em 2013 e iniciam o novo ano ainda ainda em obras para o torneio: Arena da Amazônia (Manaus), Arena das Dunas (Natal), Arena da Baixada (Curitiba), Arena Pantanal (Cuiabá), Beira-Rio (Porto Alegre) e Itaquerão (São Paulo).

Esses seis estádios fazem parte do grupo de arenas brasileiras que não foram usadas na Copa das Confederações, torneio-teste do Mundial. Todos eles tinham até terça-feira, 31 de dezembro, para concluir suas obras. Nenhum , entretanto, conseguiu estar 100% pronto para receber uma partida da Copa dentro do prazo combinado.

O governo do Rio Grande do Norte chegou até a promover uma cerimônia simbólica na noite de terça para marcar o fim das obras na Arena das Dunas. As luzes do estádio de Natal foram acesas às 22h. Contudo, o estádio não está pronto para a Copa do Mundo. Ele ainda precisa de 11 mil lugares temporários para atingir a capacidade mínima de público exigida pela Fifa. Os assentos estarão instalados só em março.

No restante dos estádios, a situação ainda é pior. Atrasos em cronogramas de obras e até acidentes acabaram inviabilizando a conclusão dos trabalhos em 2013. No caso da Arena Amazônia, aliás, onde dois operários morreram trabalhando em dezembro, ainda não há uma previsão oficial de quando o estádio estará pronto.

Confira abaixo a situação de cada estádio em obras:

Arena da Amazônia

O trabalho em áreas altas do estádio foi paralisado em 14 de dezembro após a morte de dois operários. Em 18 de dezembro, a Justiça liberou a retomada das obras.

A arena encerrou 2013 com 94% concluída. Não há prazo oficial para entrega do estádio. O governador do Amazonas, Omar Aziz, já afirmou que tem até abril para conclui-lo.

Governo federal divulgou imagens da obra da Arena da Amazônia, estádio de Manaus para a Copa Divulgação/Portal da Copa/Ministério do Esporte

Itaquerão

A queda do guindaste que carregava a última peça da cobertura do Itaquerão, em São Paulo, provocou a morte de dois operários no dia 27 de novembro. Após a tragédia, 5% de toda a área do estádio ficou interditada por cerca de suas semanas.

Isso atrasou a conclusão do estádio. A obra está 94% concluída, segundo último balanço divulgado pela construtora da arena. A Fifa espera o estádio pronto em abril.

Governo federal divulgou imagens da obra do Itaquerão, estádio de São Paulo para a Copa Divulgação/Portal da Copa/Ministério do Esporte

Arena Pantanal

Denúncia de superfaturamento na compra de cadeiras, cancelamento de contratos com fornecedores, incêndio em parte do estádio, protesto contra a Copa e até assalto com troca de tiros: aconteceu de tudo um pouco na Arena Pantanal, em Cuiabá, nos últimos dois meses.

Por isso, as obras atrasaram. Atualmente, estão cerca de 90% concluídas. O estádio só deve estar pronto em abril.

Governo federal divulgou imagens da obra da Arena Pantanal, estádio de Cuiabá para a Copa Divulgação/Portal da Copa/Ministério do Esporte

Arena da Baixada

A obra da Arena da Baixada é a mais atrasada. De acordo com o último balanço divulgado pelo Atlético-PR, dono do estádio, a reforma está 88% pronta.

Os atrasos são reflexo da paralisação dos trabalhos em outubro por falhas de segurança e uma greve de operários. A arena só deve estar pronta em abril.

Governo federal divulgou imagens da obra da Arena da Baixada, estádio de Curitiba para a Copa Divulgação/Portal da Copa/Ministério do Esporte

Beira-Rio

A instalação da nova cobertura do Beira-Rio, em Porto Alegre, parou em dezembro causa de um protesto de trabalhadores. Por causa disso, a entrega do estádio foi adiada para o próximo dia 15, duas semanas após o prazo final dado pela Fifa.

Governo federal divulgou imagens da obra do Beira-Rio, estádio de Porto Alegre para a Copa Divulgação/Portal da Copa/Ministério do Esporte

Arena das Dunas

A construção da Arena das Dunas, estádio de Natal para a Copa do Mundo, foi concluída, segundo o governo do Rio Grande do Norte. O dado, entretanto, não leva em consideração a necessidade de instalação de 11 mil assentos temporários que a arena precisa ter para pode receber jogos do Mundial.

O governo já abriu uma licitação para contratação uma empresa responsável pela instalação dos lugares temporários. Os assentos estarão disponíveis em março.

Fotos revelam andamento de obra da Arena das Dunas, estádio de Natal para a Copa do Mundo de 2014 Divulgação/Portal da Copa/Ministério do Esporte

Governo e Fifa acreditam nos prazos

Apesar dos atrasos, o governo federal já informou que as seis arenas serão concluídas “no prazo para a realização dos eventos-teste necessários para a Copa”. Já o COL (Comitê Organizador Local) declararam ainda em dezembro que “reconhecem o esforço das 12 sedes e do governo federal na preparação para a Copa do Mundo” e que “têm confiança nos prazos apresentados pelas sedes para os estádios, garantindo a realização de eventos-teste essenciais para a Copa”.

Vale ressaltar que 12 estádios receberão jogos da Copa. Seis deles já foram usados na Copa das Confederações: Arena Pernambuco (Recife), Castelão (Fortaleza), Fonte Nova (Salvador), Mané Garrincha (Brasília), Mineirão (Belo Horizonte) e Maracanã (Rio de Janeiro). Todos estão oficialmente prontos para o Mundial.

Link Original: Estádios da Copa iniciam 2014 em obras e rompem prazo dado pela Fifa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s